sábado, 31 de dezembro de 2016

|| Feliz ano novo!

É com muita emoção e um nó na garganta que me despeço de 2016.

Foi o ano mais importante da minha vida, sem qualquer sombra de dúvida, o ano em que fiz as pazes comigo mesma, que deparei-me com a possibilidade de morte, foi o ano em que mais chorei mas também o ano em que mais sorri, mais vivi, foi o ano em que mais saí para o mundo e senti todas as mudanças do tempo no meu rosto, fosse chuva ou fosse sol.

Foi o ano em que mais pessoas conheci, pessoas maravilhosas apareceram na minha vida, pessoas que me ensinaram muito com as suas experiências, foi o ano em que percebi também quem é digno de estar e quem é digno de ir embora.

Foi um ano em que repensei prioridades, que aprendi a observar com atenção o mundo que me rodeia, foi um ano em que mais agradeci a Deus pela vida que tenho e por toda a aprendizagem que as dores e os obstáculos me deram.

Gratidão, é a palavra que define o meu ano 2016. Foi um ano em que estive mais tempo doente do que bem, mas foi com a doença que eu cresci, que eu percebi que a vida é um sopro e que devo vivê-la sem arrependimentos.

Aprendi a amar-me, genuinamente, a aceitar os meus defeitos e qualidades.
Aprendi a valorizar o que me faz bem e feliz e a desvalorizar o que é tóxico.

Foi um ano onde encontrei o meu lugar no mundo, onde me encontrei como mulher, como mãe, como filha e como ser humano.

Libertei-me da toxicidade dos outros que carregava no peito, inspirei bem fundo várias vezes e enfrentei cada batalha com muita esperança no coração. E cheguei aqui, hoje, para vos dizer que a vida continua a ser maravilhosa, que tudo tem um tempo certo para acontecer, não há pressa.

A vida é um comboio, e cada carruagem merece a nossa atenção, o nosso cuidado, a nossa dedicação. E quando uma delas descarrilar lembrem-se que nunca estão sozinhos, o mundo ainda tem muito amor nele e todos nós cabemos nesse amor infinito: há sempre alguém a querer sentar-se numa das nossas carruagens só para ouvir-nos e abraçar-nos.

Despeço-me de 2016 de coração cheio e muito grata por tudo aquilo que aprendi nesse ano. Que venha 2017, estou pronta para mais 365 dias de aventura e aprendizagem.

Não se arrependam de nada, guardem o melhor no bolso e sigam em frente.
Muita saúde e muito amor é o que vos desejo, o resto a gente constrói!


Beijinho e Feliz ano novo!






domingo, 25 de dezembro de 2016

|| Mensagem de Natal

Meus amores,

a minha mensagem de natal este ano é muito simples, mas muito direta.
Desejo um Feliz Natal para todos, sem exceção!
Amem mais, critiquem menos.
Falem pouco e ouçam mais.
Abracem muito, a vida é um sopro.
O Natal é quando o ser humano quiser, portanto, que Jesus renasça no coração de cada um de nós e que ajude a dissipar a inveja e a maldade que muita gente insiste em cultivar.
Amemos enquanto é tempo! O resto não importa.

Para os que me amam o dobro! E para os que me detestam o triplo!

Feliz Natal amores, muita saúde!


quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

|| Wishlist de Natal

Olá meus amores!
Como estão, bem?
Estamos a 22 de dezembro, a pouquinhos dias do natal, e a má notícia é que vou passa-lo, literalmente, de cama.
Confesso que estava a tentar manter o ânimo e aquela alegria típica que a época natalícia sempre me traz, mas desta vez fui-me abaixo, quebrei por completo.
Há 3 dias que estou cheia de febre, dores no corpo especialmente nas pernas, pontadas nas costas, tentei esperar a ver se o corpo dava a volta mas esta manhã acordei com a febre a bater palmas, mais dores e lá fui a correr para a urgência.
Depois de exames, raios-x e auscultação eis que o diagnóstico foi gripe mas uma gripe da qual tenho que me manter 100% resguardada para não ganhar pneumonia. Estou a tomar griponal (que é só a coisa mais horrível e nojenta do mundo) e brufen para a febre e dores, 15 dias de resguardo, segundo ordem médica.
Agora digam-me o que é que esta alminha que nunca pára, parece uma pipoca saltitante, faz perante um diagnóstico de resguardo total e é obrigada a cair na cama por não se aguentar em pé...
Chorei muito, muito mesmo, o médico até ficou incomodado quando entrei no consultório lavada em lágrimas e não adianta eu fazer-me de fortona e dizer pra mim mesma "não vais chorar!", é que não adiantou nada, só chorava ainda mais.
Mas foi ao chorar que percebi o quão tensa tenho andado, o quão cansada, saturada ando. É o Mateus sempre doente (vá lá que esta semana ainda não veio com maleita nenhuma pra casa), é o Gabriel que está com problemas sérios de apneia, são as milhentas coisas da faculdade, é muita coisa para eu gerir sozinha. Oficialmente, eu não tenho permissão para ficar doente mas hoje, ao estar sentada naquela sala de espera, percebi que sou extremamente frágil e que andar a fazer-me de forte só pode dar merda.
De maneira que agora fui obrigada a parar, a delegar todas as responsabilidades ao pai dos miúdos porque os filhos também são dele, e permitir-me cuidar de mim, da minha saúde.
Este ano fica marcado pela avalanche de doenças que invadiu a minha casa, a minha vida, e isto custa-me, não fui feita para estar de cama a dormir um dia inteiro e a ver a vida a passar... E claro, tudo isto causa-me uma revolta tremenda, até parece macumba!
Resta-me pensar que o natal está a chegar e mesmo estando muito doente vou tentar aproveitar ao máximo a família que este ano vem passar o natal cá a casa.

Quem me acompanha já algum tempo já me vai conhecendo um pouco e sabe que eu não sou moça pedinchas, nem mesmo no natal. Desde os meus 6/7 anos comecei a ouvir todos os anos a célebre frase "este ano não há prendas, não há dinheiro" e por isso comecei desde cedo a olhar para o natal de uma forma diferente, de uma forma muito mais profunda, deixando a parte consumista de lado.
Se eu dissesse que não gosto receber presentes estaria a mentir com todos os dentes que tenho, mas a verdade é que quando recebo um presente eu nunca sei muito bem como reagir a ele, agradeço sempre mas fico sempre a achar que não agradeci o suficiente e então fico com aquela cara weird a olhar para a pessoa ahahahahah.
Fui mais feita para dar do que receber. Por isso é que adoro ser eu a fazer os presentes, embrulha-los e personaliza-los, tem outro sabor.
Mas.., pedir uns miminhos não custa certo? Portanto, fiz uma wishlist de natal, mas como já sei que não vou receber nenhuma delas, são coisas que pretendo dar a mim mesma ao longo do próximo ano, portanto, digamos que é mais uma wishlist do novo ano.



A primeira coisinha são dois pares de brincos lindos que vi na loja online do facebook I'm in love , apaixonei-me assim que os vi, são a minha carinha, a sério. 
Depois são umas softboxes, é algo que quero investir porque já tentei fazer em casa mas não correu bem, então quero uma coisa mais profissional para melhorar a qualidade dos vídeos e poder gravar à noite, visto ser a melhor hora do dia onde posso fazê-lo tranquilamente.
A próxima é a escova alisadora com secador incorporado da Revlon, a sério, pelas reviews que já vi esta escova tem meeeesmo de vir morar comigo para facilitar a minha vidinha. 
E por fim, mas nada menos importante, a nova paleta da Too Faced, a sweet peach, que já a ando a namorar desde o verão (altura em que saiu a edição limitada). 

Não são assim muitas coisas pois não? São é carotas (fora os brincos que são uma pechincha) ahahahah.
Foi uma forma de partilhar as coisinhas que ando a namorar e como ninguém me dá nada, lá terei que ser mãos largas e oferecer a mim mesma, mas devagarinho para não ir à falência. 

E vocês? O que pediram ao Pai Natal? (sim, eu continuo a acreditar no Pai Natal)
Contem-me tudo!


Beijinho





domingo, 18 de dezembro de 2016

|| 1º aniversário do blog e do canal + sorteio

Olá meus amores!
Cá estou eu!
Ora bem, atualizações desde a última postagem:

- a minha vida continua corrida e um verdadeiro caos
- o Mateus continua a ficar constantemente doente (neste preciso momento já dorme com uma dose de brufen no bucho para baixar a febre, hoje mal se mexeu, fui com ele à urgência de tarde mas nada feito, disseram que era uma virose sem o examinarem e tive que ligar para a pediatra dele a perguntar o que fazia, receitou-lhe umas gotas homeopáticas para reforçar as defesas, a ver vamos se vai resultar)
- o Gabriel, descobri na 4f aquando da consulta dele com um otorrino por causa de ele fazer muita apneia durante o sono que sofre de rinite e sinusite (quem sai aos seus não degenera, certo?) e que vai ter que ser operado às amígdalas, adenóides e ouvidos, já tem uma perda auditiva grande (vai fazer uma audiometria para saber quanto) e eu como não estou de acordo a que seja operado aos ouvidos por serem um órgão demasiado sensível vou consultar mais dois especialistas, os mesmos que cuidaram de mim e do meu ouvido
- faculdade, o meu drama...carrada de trabalhos e de coisas para estudar para os exames que serão em janeiro

Em cima disto tudo botem-lhe a época natalícia que é sempre atribulada e cheia de coisas para preparar, e têm uns nervos em ponto de rebuçado que é como estão os meus. Enfim.

Falando de coisas boas, muito boas por sinal, o blog e o canal do youtube fizeram 1 ano no passado dia 14 e eu quis gravar um vídeo a partilhar essa alegria, e não só.
Além dos agradecimentos justos que vos fiz também lancei um sorteio como forma de recompensa por tudo aquilo que vocês me deram ao longo deste ano. É pouco, eu sei, mas é de coração!

Para quem quiser participar ou conhecer o sorteio que estou a fazer basta clicarem aqui que vão direitinhos à página onde está a decorrer.
Para quem não quiser fica aqui, mais uma vez, o meu muito obrigada por tudo, por estarem aí, por nunca me terem abandonado nem mesmo quando estou mais ausente, por serem um apoio, um suporte, por se preocuparem e me quererem tão bem, amo-vos muito, do fundo do coração!

Aqui fica o vídeo que fiz com carinho para todos vós.



A partir de amanhã haverá um vídeo todos os dias até dia 25 de dezembro, dia de natal. Este ano decidi partilhar convosco como vivo esta época tão linda e mágica que é o natal, portanto, se quiserem acompanhar-me nesta aventura de um vídeo diário já sabem onde me encontrar, vemo-nos no sítio do costume.

Beijinho e bom fim de semana


terça-feira, 13 de dezembro de 2016

|| Motivos da minha ausência

Meus amoooores!!!
Que saudades...
Eu andei meia afastada daqui, até do youtube, mas hoje trago-vos um vídeo onde vos explico o porquê.
Achei por bem fazer um vídeo porque é tanta coisa [e ainda tive que cortar algumas partes se não ficava um vídeo de 1h!] que estar a escrever e a explicar tudo tim tim por tim tim seria maçador. Bem, mais do que maçador, iria demorar um tempo que neste momento não tenho porque o meu tempo está todo contado ao minuto. É uma coisa de loucos mas dezembro + natal + faculdade + doenças não combinam, de maneira que fiz um vídeo a explicar tudinho.

Espero que compreendam, que não tenham fugido daí, não vos esqueci ou larguei, simplesmente a vida não está fácil mas vai-se compor.



Beijinho meus amorinhos


terça-feira, 15 de novembro de 2016

Review || Adenda à base da Cien do Lidl

Olá meus amorinhos?
Estão bonzinhos?
Esta semana a coisa não começou bem, nada bem, o Mateus está com febre desde Sábado e tem sido dias de muito susto, hoje, graças a Deus já melhorou mas ficou comigo em casa e...claro, uma criança parada durante uns dias carrega as pilhas a 200% e para quem não dorme há 1 semana e tal por causa dele estou sem energia, portanto, não foi um bom dia de todo, estou toda rota.
Mas hoje vim fazer uma adenda sobre a base da Cien, marca do Lidl. Para quem não viu o vídeo da minha first impression fica aqui o link direto, para quem viu já está apto para receber as minhas considerações finais desta base.



Embalagem: A embalagem, como eu já tinha dito, é super simples e prática. Para viagens então é top para pessoas desastradas como eu que não podem ter nada de vidro que esbardalha tudo. É mesmo aquela embalagem que não é das mais bonitas e apelativas mas é simples, o que me torna a vida mais pragmática. Ela é em bisnaga, como se fosse um creme, portanto, nada de especial. Só existem 4 tons desta base e o meu tom é o 020 natural beige, ficou perfeito para o meu tom de pele [bronzeada, que agora já não está mais mas ainda assim até se come].




Produto: Ao nível da textura é um creme, ou seja, nada demais, tem um cheirinho tipo a protetor solar o que não é mau de todo mas, na minha opinião, o protetor solar cheira melhor. A marca não promete nada porque na embalagem vem os ingredientes e pouco mais, portanto, lá nisso a Cien é inteligente e não promete nada ahahahahah, pelo menos no que toca a maquilhagem. 





A minha opinião: Quando a testei achei-a super fácil de espalhar, no vídeo apliquei com a beauty blender em metade do rosto e na outra metade com um pincel de base. O acabamento é muito diferente. Na parte do rosto em que usei beauty blender a pele ficou sequinha, já na parte do rosto em que usei pincel a pele demorou muito a secar, chegando mesmo a ficar sempre com aquele aspeto molhado. Por isso, optei por usar sempre a beauty blender para aplicar esta base.
Depois de a usar durante um tempo, constatei que na minha pele ela não aguenta muito tempo. Sem pó e em dias de calor a base derreteu sempre, ao fim de 2h já não tinha quase nada. Depois testei selando com pó e aí já aguentou umas 5/6h. Relembrando que a minha pele é extremamente oleosa.
Agora com o tempo mais frio voltei a usa-la e continua a durar 5/6h com pó por cima. Ao fim desse tempo a minha cara parece uma frigideira de tanto brilho.
Apesar de não controlar a oleosidade, ela dá um aspeto super natural à pele mesmo cobrindo bem as imperfeições. Ela tem uma cobertura de média para alta, dando mesmo para construir com uma segunda camada. A sensação após coloca-la é de que não tenho nada na pele, é mesmo fantástica. Penso que numa pele normal ou seca esta base vai aguentar-se lindamente sem o senão da oleosidade, mas para uma pele oleosa só mesmo com pó e mesmo assim não dura horrores.


Preço: Esta base está à venda no Lidl por 2,89€, ou seja, uma base com tantas qualidades e por um preço tão barato acho que é um bom investimento, o único senão é mesmo não funcionar a 100% numa pele oleosa.


Pontuação: 4* só mesmo pelo facto de não controlar a oleosidade, porque de resto achei a base impecável com um efeito excelente


E pronto, espero que vos tenha esclarecido melhor acerca desta base. Alguém conhece ou usa? Contem-me tudo.

Beijinho







sábado, 12 de novembro de 2016

First Impression || Base HD Liquid Coverage da Catrice

Olá meus amoooores!
Tudo bem?
O vídeo desta semana é uma first impression sobre a base que chegou e tem arrasado, tem dado que falar na blogosfera, no youtube e até nos grupos de facebook sobre maquilhagem. Falo-vos da base HD Liquid Coverage da Catrice.



Espero que gostem e digam-me nos comentários se já a conheciam, se já experimentaram, contem-me tudo!

Beijinho e bom resto de sábado



domingo, 6 de novembro de 2016

Receita || Bolo prestígio

Olá meus amores!
Tudo bem?
Ok, este post já devia ter saído ontem mas tive a trabalhar numa encomenda de um bolo, ao mesmo tempo a editar o vídeo semanal que ainda está a carregar e por este andar só de madrugada é que fica no ar e a terminar um trabalho da faculdade que vou apresentar para a semana... Enfim, isto é a prova viva de como são os meus dias.
Mas, vamos ao que interessa. Hoje trago-vos uma receita nova, daquelas bem chocolatudas como se quer. Falo-vos do bolo prestígio.
O bolo prestígio é uma receita tipicamente brasileira, que junta o sabor do chocolate e do côco. Eu já tinha experimentado várias versões desta receita mas, depois de descobrir esta receita nunca mais experimentei outra.
Eu retirei esta receita do site da Daniele Noce, uma youtuber e pasteleira de mão cheia e que adoro acompanhar.



Ingredientes para o Bolo:

8 ovos
300 ml de leite
255 de óleo
2 colheres de chá de extrato de baunilha
2  e 1/4 xícaras de açúcar mascavado 
2 e 3/4 xícaras de farinha de trigo
1/2 xícara de cacau em pó
1 pitada de sal
1 colher de chá de bicarbonato de sódio
2 colheres de chá de fermento em pó

Ingredientes para o Recheio:

250g de côco ralado
1 lata de leite condensado
200 ml de leite de côco

Ingredientes para a Ganache/Cobertura:

300g de chocolate de culinária (uso da marca Pingo Doce por conhecer a sua composição)
100g de natas
2 colheres de sopa de glucose ou mel
20g de manteiga sem sal 

Preparação do Bolo:

1. Pré-aquecer o forno a 180º e untar duas formas de 21 cm de diâmetro com manteiga e cacau em pó ou então com spray desmoldante
2. Na batedeira bater os ovos, o leite, o óleo e a baunilha
3. Adicionar o açúcar e bater mais um pouco. Em seguida, peneirar a farinha, o cacau e sal e misturar ao preparado anterior até ficar homogéneo
4. Adicionar o bicarbonato e o fermento e voltar a misturar
5. Dividir a massa pelas duas formas e levar ao forno a cozer até espetar um palito e ele sair limpo

Preparação do Recheio:

1. Misturar todos os ingredientes e, depois do bolo estar cozido e arrefecido, coloca-se leite em cada camada de bolo para que ele fique um pouco húmido e depois é só distribuir o recheio por cada camada

Preparação da Ganache/Cobertura:

1. Levar a ferver o a glucose/mel com as natas (cuidado para as natas não queimarem)
2. À parte picar o chocolate num processador e depois assim que a mistura das natas estiver fervida verter sobre o chocolate e processar a mistura 
3. Por fim, adiciona-se a manteiga e volta-se a processar tudo para que fique um creme homogéneo e brilhante
4. Depois é só cobrir todo o bolo e salpicar com granulado de chocolate









Está frio, está de chuva, portanto, nada melhor do que uma fatiazinha bem generosa deste bolo com uma boa chávena de chá e um bom filme para passar uma boa tarde ou noite no sofá.
Espero que gostem, que experimentem e sobretudo que sejam felizes!

Beijinho







sexta-feira, 4 de novembro de 2016

|| Onde é que eu ando com a cabeça?

Como assim não posto nada aqui há 2 semanas?
Já passaram 2 semanas? Já?????
Ai senhores...

Olá meus amoooooores!
Parece que já não posto nada aqui há 2 semanas. O fim de semana passado foi de festa e foi muito corrido. Saiu vídeo novo no canal como todos os Sábados [pelo menos tento cumprir assiduamente] mas como saí cedo de casa foi publicar no youtube, depois partilhar na página do facebook [já agora, há aqui alguém que não me segue por lá? como assim não segue?] e fazer-me ao caminho que a festa foi a 60km de casa e ainda tive que levar um bolo feito por mim para a aniversariante e mais dois filhos às costas [vá, não literalmente mas foi quase].
Por isso, peço desculpa por não ter vindo postar o vídeo aqui como é costume mas passou-me completamente. E passou-me porquê, perguntam vocês? Bem, a palavra "faculdade" e "trabalhos" [resmas deles] dizem tudo, certo? Acho que a grande maioria sabe do que falo.
Faculdade + preocupações de quem tem os pais longe e doentes + 2 filhos para cuidar + problemas acrescidos que vão surgindo = a falhas de memória.
Não é que me esqueça de vocês, mas simplesmente tem sido difícil gerir tudo e o pior é que este semestre nem vai ser o mais puxado deste ano, será o próximo portanto... nem vou pensar já nisso para não me dar o faniquito antecipadamente.
Para quem esteve 1 ano fora, em pausa, exclusivamente a ser mãe, voltar à faculdade tem sido um autêntico desafio porque, de repente, tudo está diferente, as pessoas são diferentes, o programa de estudos alterado, falta de pedalada e ritmo, enfim, é um acumular de coisas que acaba por me obrigar a deixar alguma coisa em stand-by.
Eu tenho uma agenda, fofinha e prática da Mr. Wonderful, e comprei-a com o intuito de me obrigar a organizar os meus dias mas... e a preguiça? e o mau hábito de viver ao sabor de cada dia? São muitos anos nisto e é difícil de mudar, mas não desisto, aos poucos vou lá.
Tenho saudades de ir ler os vossos blogues, de me manter atualizada, mas... nossa senhora, os meus dias têm sido corridos. E depois se as pessoas com quem faço os trabalhos da faculdade fossem pessoas responsáveis em quem eu pudesse confiar... Mas não, ainda tenho que me chatear e puxar por elas como se elas não fossem também as interessadas. E não me digam que "ah são miúdos, é da idade, não sabem o que querem..." porque isso é mentira, aos 20 anos eu já sabia o que queria da minha vida, a questão aqui é que há uns que querem, há outros que não querem nada, e há outros ainda que só querem borgas e festa, mas continuando.
Eu vou-vos deixar o vídeo da semana passada, sendo que este Sábado vai sair vídeo novo à mesma, como sempre tem sido ultimamente. Pelo menos os vídeos não quero falhar, até porque é uma maneira de estar mais perto de vós. O último vídeo foi sobre um produto que andou muito na boca da mulherada desde que a Nikki Tutorials falou nele, o pós barba da nivea como primer. Espero que gostem e que me digam se já conheciam este método, se usam, se vão experimentar, contem-me tudo!
Quanto ao blog, vou tentar ao máximo ser mais assídua, vir com assuntos novos ou até mesmo só para conversar convosco, tenho muito carinho e respeito por vocês portanto nunca vos irei abandonar.

Amanhã é 6f yupiiiiii... Só que para mim vai ser passada metade com os livros metade com as panelas. Por falar em panelas, amanhã vou trazer-vos uma receita nova para aproveitarem o fim de semana que vai ser de chuva [acho] e se lambuzarem com um bom filme e uma manta quentinha!




Beijinhoooo



sábado, 22 de outubro de 2016

Maquilhagem || Outubro Rosa (a minha homenagem)

Olá meus amorinhos!
Tudo bem por aí?
Hoje é dia de vídeo novo no canal, desta vez uma maquilhagem toda em tons de rosa como forma de homenagear o mês de outubro por ser "outubro rosa", para quem não sabe é o mês onde há uma maior sensibilização para o cancro da mama e a importância de as mulheres fazerem o rastreio.
Este assunto é muito frágil para mim porque perdi a minha avó por causa de dois cancros, um em cada mama, que metastizou e acabou com a vida dela.
Ainda era pequena mas as imagens dela na cama, a definhar a cada dia que passava, o sofrimento do meu pai, o padre a dar-lhe a extrema unção... São imagens que ficaram gravadas na minha memória para toda a vida.
As minhas tias, filhas da minha avó, também têm caroços nas mamas que precisam de ser sempre vigiados e uma outra tia da parte da minha mãe também tem a mesma coisa, portanto, o cancro da mama é uma sombra que paira sobre as cabeças das mulheres da minha família.
Portanto, eu não fiz esta maquilhagem só para ficar bonita, fiz porque acredito na causa, na importância da sensibilização para o rastreio, e também como forma de dar força a todas aquelas que estão na luta e homenagear não só as que já venceram mas também aquelas que adormeceram na esperança de vencerem o cancro.

Espero que gostem, vou deixar em baixo o vídeo e algumas das fotos que tirei depois.
Muita força e, lembrem-se, rastrear sempre!










Desejo-vos um excelente fim de semana!

Beijinho


quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Review || Sérum de olhos da Tony Moly

Olá meus amoooores!
Tudo bem?
Hoje trago-vos uma review daquelas bem boas que todas nós gostamos. Desta vez é sobre o meu achado na Sephora, e digo achado porque eu não conhecia o produto nem a marca, na altura em que o comprei o objetivo era ir comprar uma beauty blender nova porque a minha já está a gritar pela reforma e quando testei este produtinho na mão adorei, tanto a textura como a embalagem.
Sem mais suspense, hoje venho falar-vos do Panda's Dream So Cool Eye Stick da Tony Moly.



Então bora lá conhecer este baby.

Embalagem: Ok, não é difícil perceber por onde é que este baby me conquistou certo? É só a embalagem mais fofinha do mundo, e foi ela que me chamou a atenção na Sephora. É super prática, a parte branca destaca-se da parte preta e funciona tipo encaixe, com o pormenor que tem uma tampinha suplente que tapa o produto em si.



Produto: A marca Tony Moly é uma marca coreana e ela promete que este sérum em stick ajuda no inchaço das olheiras e nas linhas de expressão, ao mesmo tempo que hidrata a zona ocular. Pois bem, é tudo isso mesmo! A coisa que mais me fascinou quando testei o produto em loja foi a sua textura, super leve, super fresca, tive mesmo que o trazer comigo.
A primeira vez que o apliquei nas minhas olheiras foi, curiosamente, num dia em que tinha dormido muito mal [obrigada Mateus] e já andava com cansaço acumulado a alguns dias. Quando apliquei, apliquei diretamente em cima das olheiras como se fosse um batom, o produto deslizou super bem e como é frio refrescou logo a zona toda, como estava a gostar da sensação passei também na pálpebra e... uau! Passado 1 min, nem tanto, a pele já tinha absorvido tudo, estava sequinha e comecei a sentir logo uma sensação de frescura e como se a pele estivesse a esticar-se, a sério, foi brutal. Depois quando fui ao wc reparei, por acaso, que as olheiras tinham  desinchado e a pele estava mais esticada, fiquei mesmo "UAU"!
Sei que este baby tem na sua composição extratos de bambu e não tem qualquer tipo de aroma, o que é ótimo.
Apesar de ele ter uma cor esverdeada, quando é aplicado fica transparente, não deixa qualquer cor, basicamente é um gel em stick.



A minha opinião: É um produto brutaaaaal! A sério! Aqueles papos que às vezes ganhamos por cansaço acumulado ou por termos dormido mal, com este baby aqui isso acabou. Ele ajuda de facto a amenizar o inchaço, dá um efeito de pele lisa quando o colocamos, e é tão fresquinho, para mim é a versão pepino em stick.
Estou fascinada, a sério!
Só não botem fé quanto às linhas de expressão porque isso, minhas amigas, não há muito a fazer, resta-nos ter os cuidados básicos de hidratação e ao desmaquilhar.

Preço: Ele custa 11,55€ nas lojas Sephora, mas como de volta e meia recebo descontos de 20% [o que foi o caso quando o comprei] acaba por ficar um bocadinho mais barato. Mas para o produto que é o preço é bem baixo, tem muita qualidade e como é em stick rende bastante.

Se recomendo? Oh meus amores, está mais do que recomendado, se eu fosse rica comprava um para cada uma de vocês só para vocês experimentarem esta beleza. É só a melhor descoberta do ano!

E pronto, espero que tenham gostado desta review, se alguém conhece ou usa este baby que me diga a sua opinião e quem não conhece nem usa é bom que experimente porque acredito que dificilmente se vai desiludir.

Beijinhoooo





sábado, 15 de outubro de 2016

First impression || Base da Cien do Lidl

Olá meus amores!
Tudo bem?
Por aqui chove e faz algum frio mas nada que me incomode até porque adoro estes dias assim.
Hoje é dia de vídeo novo no canal, e desta vez trago-vos uma first impression de uma base que anda por aí a fazer sururu. É a base da Cien da marca do Lidl.
Este vídeo foi gravado em Agosto enquanto estava de férias nos meus pais, editei-o mas faltava alguns pormenores e pronto, só hoje veio à luz do dia.
No vídeo esqueci-me de mencionar um ponto importante, o da transferência. Depois de gravar o vídeo fiz o teste com o telemóvel encostando-o à cara e de facto é uma base que transfere muito, mas vou experimentar usar um primer e um fixador de maquilhagem a ver se pelo menos ameniza a coisa.
Outra coisa é a luz fraquinha, eu penso que dá pra ver bem os efeitos da base na pele mas de facto eu não tinha muitos sítios para gravar em paz e com uma luz melhor.
Bora então ver?




Espero que gostem e se alguém conhece ou usa esta base que me diga a sua opinião, vou adorar saber!

Beijinho e bom fim de semana meus amores


sexta-feira, 14 de outubro de 2016

|| Festa de aniversário do primogénito

Olá meus amores!
Para quem me segue nas redes sociais, eu mostrei a mesa dos doces da festa de aniversário do meu filho e prometi que traria ao blog mais pormenores, e aqui estou eu.
Bem, para quem já me vai conhecendo sabe que adoro trabalhos manuais e que me aventuro a fazer qualquer coisa que seja para meter as mãos na massa, literalmente, mas quando há falta de tempo a coisa fica complicada.
Este ano o meu Gabriel decidiu à última da hora que queria uma festinha para celebrar com os amigos da escola, da nova e da antiga. Como eu, enquanto filha pequena, nunca pude ter festas de aniversário, por mais que pedisse aos meus pais porque o dinheiro era pouco [e falta de vontade por parte deles também], não ia dizer que não ao meu filho. Só me restou jogar com as minhas possibilidades financeiras e com o meu tempo disponível.
Primeiro sentei-me a apontar no meu caderno de apontamentos o que iria precisar: de um espaço para a festa visto morar num apartamento pequeníssimo, de alguém que me ajudasse na decoração da mesa dos doces porque eu não ia ter tempo de fazer tudo incluindo a comida, o que é que eu iria preparar de comida para os miúdos. Na verdade eu quis muito fazer a decoração e a comida, mas eu sabia que iria ser impossível, foi aqui que a "Lovely Party" entrou.
Basicamente, é uma organização de eventos que faz as festas num espaço próprio que eles têm mas que também tem packs que as pessoas podem comprar e eles deslocam-se aos outros espaços para decorarem e levarem a comida, caso esteja no pack. Eu quis só a decoração da mesa dos doces que é a mesa principal onde estaria o bolo de aniversário, e por trás teria um arco de balões com um papel cenário com o tema da patrulha pata [comprado por mim].
Mas quis o destino que eu também fizesse a decoração... No dia da festa, poucas horas antes de começar, a responsável pela decoração ligou-me com um grande imprevisto com a filha dela e não podia fazer a decoração mas que me emprestava todos os adereços para a mesa. Bom, eu como sou muito pragmática, agarrei nos adereços e pus-me a caminho para o espaço onde iria ser a festa e decorei eu a mesa.
A parte mais chata foi ter ficado sem o arco de balões que estava incluído no pack, infelizmente eu não sei fazer, mas tive a "sorte" [ou melhor, paguei mais 30€ além do preço combinado para alugar o espaço] e a dona do espaço fez duas colunas de balões com as cores do tema.
Portanto, imprevistos à parte, o resultado foi este.



O papel de cenário com as imagens dos cães da Patrulha Pata fui eu que comprei, como já tinha dito acima, e ficou mesmo bonito com as colunas dos balões ao lado. A mesa à volta levou tule vermelho e no centro uma toalha azul, depois em cada canto levou um peluche de um cão da patrulha pata. O pormenor do tapete no chão também foi boa ideia porque dá a sensação de um espaço mais cheio. 
Em cima da toalha azul ficou o bolo de aniversário feito por mim e à frente as letras do nome do meu pinguim personalizadas com autocolantes da patrulha pata. 
Aqui o que faltou foi um prato alto para elevar o bolo, mas com o stress esqueci-me de levar e ficou assim mesmo. 

Depois, vamos aos pormenores. Eu comprei guardanapos vermelhos por ser uma das cores do tema, colheres de sobremesa vermelhas e azuis, e mandei fazer numa loja de festas as bases onde ficaram os brigadeiros e os pacotes das pipocas.



Resolvi fazer cartõezinhos para colocar à frente da mousse, das gelatinas e dos brigadeiros visto serem de sabores diferentes, uns eram de nutella e outros eram os clássicos.



As águas são a coisa mais simples de personalizar, bastou-me tirar os rótulos das garrafas que comprei no pingo doce com o pormenor de terem a tampa azul, fiz no computador o símbolo da patrulha pata do tamanho que queria, imprimi, cortei e colei em cada garrafa. Ficaram águas especiais da patrulha pata aahahahahah.
Do outro lado estavam os copos com mousse, gelatina de ananás e gelatina de morango. Inicialmente pensei em personalizar também os copos mas, lá está, o tempo era mesmo pouco e teve que ficar simples mas ficou giro à mesma, eu gostei do resultado final. Atrás enchi alguns pacotes personalizados com pipocas visto que nem todos os miúdos gostam ou acham graça.



No meio está a virtude e, modéstia à parte, foi onde me concentrei mais, ou não fosse eu uma cake designer né? Fiz o bolo com dois andares com as cores alusivas ao tema e fiz o logótipo todo à mão e em pasta de açúcar. Como eu sabia que não ia ter tempo de fazer os cães à mão, resolvi aproveitar os dois bonecos do topo que tinha oferecido há já algum tempo ao meu filho para ele brincar e os outros dois bonecos da base comprei-os numa loja de bolos et voilà, bolo feito. 
O topo do bolo não é comestível, como era pouca gente não havia necessidade de ter tanto bolo, mas como eu queria dois andares para ficar um bolo tchanan fiz dois andares, o de baixo comestível [de chocolate e creme de laranja e limão] e o de cima de puro esferovite por dentro sendo que toda a decoração de ambos era comestível.
Mas penso que é uma ideia gira porque fiquei com o andar de cima do bolo como recordação, portanto, é uma boa opção para as pessoas que querem bolos altos e pomposos mas não querem tanto bolo comestível.





Sabem aqueles potes grandes de nutella? Pois é, eu cá gosto de lavar e aproveitar tudo porque nunca se sabe quando aparecem estas festas assim em que vamos precisar de pôr a imaginação a trabalhar. Comprei marshmallows das cores do tema e pus em cada pote para coloca-los ao lado do bolo, acho que deram um charme a mais à mesa. 

E pronto, foi um dia muito feliz mas muito cansativo, com percalços, mas correu tudo bem, os miúdos divertiram-se muito no insuflável que aluguei também para eles se entreterem e mexerem e saltarem e brincarem, mas mais importante de tudo, é que o meu filho saiu de lá ao fim do dia felicíssimo, e eu também.
Fica a certeza que para o ano há mais [está-se mesmo a ver né?] mas farei as coisas com mais tempo para poder fazer tudo e não ter que gastar dinheiros extra que depois se revelam desnecessários sendo que eu consigo fazer tanta coisa, inclusive decoração.



Espero que tenham gostado, afinal vocês fazem parte da nossa família também. Espero que as dicas que vos dei também sejam úteis de alguma forma.

Beijinho








quinta-feira, 13 de outubro de 2016

Compras || 2ª parte do Mega Haul da Primark

Olá meus amores!
Tudo bem?
Hoje trago-vos a segunda parte do vídeo de compras da Primark. São coisas mais simples, mais práticas, mas ainda assim espero que vos seja útil.
Como no fim de semana passado não saiu vídeo porque foi a festa de aniversário do meu Gabriel, esta semana tem vídeo extra, portanto, fiquem atentas porque no fim de semana vai sair um vídeo também muito esperado e que eu já queria trazer desde o verão.
Curiosas? Então é só ficarem ligadinhas ao meu canal, de preferência que o subscrevam eheheheh, que assim que eu postar o vídeo vocês são logo avisadas.
Então, vamos à 2ª parte do Mega Haul da Primark.



Espero que gostem e boa 5f !

Beijinho



sexta-feira, 7 de outubro de 2016

7 anos!

7 anos... Onde é que eu andei este tempo todo?
Já não dizes monossílabos, hoje refilas e dizes o que queres espontaneamente [tão eu].
Já não gatinhas, hoje corres e rastejas e esfolas os joelhos [e as calças também, não duram 1 mês sem rasgos].
Já não me queres só a mim, hoje queres o colo do mundo inteiro, de todos aqueles que consegues amar [e tens um coração enorme, como o meu].
Já não te enganam, hoje apanhas tudo de qualquer conversa por mais murmurada que seja [e às vezes constróis irrealidades a mais].
Já não te deixas ficar no teu canto com os teus brinquedos, hoje exiges saber o porquê das coisas [e que orgulho tenho disso].
Já não és o único a querer colo, hoje dás os melhores abraços do mundo [e eu sei que guardarás os melhores para mim].
Já não és o bebé dependente da mamã, hoje és o menino independente que sonha [até em ter 50 irmãos bebés].
Já não és só o meu Gabriel dos jogos do "quantos filhos terás", hoje és o meu filho querido [a quem uma vida não chega para agradecer por me ensinar todos os dias esta coisa do que é ser mãe].

Parabéns meu amor! [à medida que os anos passam as palavras começam a ser insuficientes para explicar este amor que nos une]




terça-feira, 4 de outubro de 2016

Livros || A rapariga no Comboio

Olá meus amores!
Aqui a maluca resolveu adicionar uma categoria aqui ao blog, porque isto de ser mulher também tem uma parte cultural, portanto, além de eu gostar de coisas sobre beleza e maquilhagem, também gosto imenso de ler, e agora que voltei ao ativo faz todo o sentido trazer-vos propostas do que leio e fazer reviews disso mesmo.
Na véspera de sair o filme, trago-vos a minha opinião sobre o livro que demorei 1 semana para ler metade e uma noite para acabar a outra metade, falo-vos do livro "A rapariga no comboio" de Paula Hawkins.
Eu já tinha lido uma review sobre ele no blog Miss Coquete , na altura achei-o interessante mas ainda não me tinha dado vontade para o ler, até que há coisa de 1 mês vi o trailler do filme sobre esse mesmo livro.
Comprei-o e comecei a lê-lo.



não liguem ao copo com Carolans ahahahah


Sinopse:

O livro que vai mudar para sempre o modo como vemos a vida dos outros. 

Todos os dias, Rachel apanha o comboio... No caminho para o trabalho, ela observa sempre as mesmas casas durante a sua viagem. Numa das casas ela observa sempre o mesmo casal, ao qual ela atribui nomes e vidas imaginárias. Aos olhos de Rachel, o casal tem uma vida perfeita, quase igual à que ela perdeu recentemente.

Até que um dia... 

Rachel assiste a algo errado com o casal... É uma imagem rápida, mas suficiente para a deixar perturbada. 

Não querendo guardar segredo do que viu, Rachel fala com a polícia. A partir daqui, ela torna-se parte integrante de uma sucessão vertiginosa de acontecimentos, afetando as vidas de todos os envolvidos.

A minha opinião:

Em primeiro lugar, já li sinopses melhores. Se eu quisesse decidir comprar este livro pela sinopse não o comprava, acho-a muito pobre, pouco apelativa. Mas, no meu caso, aquilo que me motivou para o comprar foi mesmo o trailler do filme que vai estrear amanhã em Portugal. O trailler está muito envolvente, quase parece terror misturado com mistério, portanto, como irei ver o filme preferi ler primeiro o livro para depois me desiludir com o filme (sim, eu sempre me desiludo com os filmes após ler os livros mas pronto...)
No início, quando o comecei a ler, confesso que o achei confuso, porque às tantas começa a Rachel a relatar a sua vida, depois entra uma Megan que não sei onde se encaixava e logo a seguir uma Anna. Às tantas olhava para cada relato das 3 mulheres a pensar "mas o qué isto?", daí ter demorado 1 semana até chegar a meio do livro, e foi nessa altura que a coisa mudou e tudo se encaixou.
A história começa a tomar contornos tão misteriosos, tão envolventes para o leitor, que é impossível parar, e eu só parei eram 5 da manhã quando li a última página.
Uma coisa que notei é que o leitor apesar de estar a ler a história como alguém que está de fora a visualizar as cenas descritas, neste livro, é como se o leitor, a certa altura, mergulhasse na própria história, estivesse lá a assistir àquilo. Muitos poucos livros conseguiram fazer-me isso, acreditem.
Existem muitos aspetos que mexeram profundamente comigo quando li este livro. A primeira delas foi o problema da Rachel com o álcool, é um problema que afetou a minha vida a determinada altura devido à adição de alguém que eu amava muito. O meu amor pelos vistos era uma gota num oceano imenso de amor que ele tinha pelo álcool e as drogas, portanto, ler o drama de alguém sobre o álcool é algo que, inevitavelmente, mexeu com as minhas emoções.
Este livro, desde o meio até ao final, está carregadinho de amostras de até onde pode ir a manipulação de alguém, que os maus tratos não precisam ser necessariamente físicos e que os psicológicos doem mais. Nesta história há um manipulador - que não vos vou dizer qual é senão perde a piada toda - que junta estas três mulheres como 3 vítimas do mesmo ataque: manipulação psicológica, mas que ambas têm 3 formas distintas de lidar com essa dor.
A Rachel, como já vos disse, era através do álcool, a Megan e a Anna...terão que ser vocês a descobrir.
Se vale a pena este livro? Muito! Quanto mais não seja para percebermos as formas como uma mesma manipulação pode afetar de forma tão distinta, e daí deixar-nos alerta para o caso de surgir algo do genero na nossa vida (ok, eu não consigo desligar-me da psicologia), eu, por exemplo, revi-me muito na Anna e se não tivesse tido a coragem que tive há 2 anos atrás teria acabado como a Megan sem qualquer sombra de dúvida.

Este livro comprei-o no pingo doce por 15€ mas está à venda em muitos sítios, inclusive livrarias.
Espero que tenham gostado desta review, se alguém já leu que me diga o que achou, quem ainda não leu que me diga se ficou curiosa, quero saber a vossa opinião!

Beijinho meus amorinhos






domingo, 2 de outubro de 2016

Compras || Mega Haul da Primark - 1ª parte

Olá meus amores!
Eu sei, eu sei que já devia ter saído um vídeo ontem, mas ainda continuo doente, ontem o meu filho mais velho começou a vomitar e com dores de barriga, penso que tenha sido de um iogurte ter-lhe caído mal porque ele só vomitou o iogurte, então foi um dia para eu e ele estarmos de molho na cama, ele por estar mal disposto e eu porque estou ainda muito rouca, com muita tosse e congestionada o que acaba por me dar um mal estar geral.
Bom, maleitas à parte, o vídeo saiu hoje.
Como sabem, andei desaparecida nos últimos meses mas ainda assim continuei a fazer compras [ou não fosse eu uma "makeup addicted] ahahahah, assim sendo, a minha loja de eleição foi a Primark, a sério, ando mesmo viciada naquela loja porque ela anda a investir em bons produtos de maquilhagem e beleza, e a parte da decoração tem imensas coisas fofas que valem muito a pena.
As compras foram tantas que tive que dividir o vídeo em 2 partes, esta parte tem os produtos de maquilhagem, beleza, decoração e papelaria, posteriormente sairá outro vídeo com as restantes compras mais simples mas igualmente importantes porque, gente, compras são compras né? Eheheheh

Portanto, e sem mais conversas, deixo-vos o vídeo com a 1ª parte do mega Haul da Primark.



Espero que gostem!

Resto de bom domingo e uma boa semana

Beijinho


quarta-feira, 28 de setembro de 2016

A mãe é que sabe || As coisas que não te dizem antes de seres mãe #1

Estou doente. Sim, leram bem, estou doente. [merda não podia dizer isto, sou mãe]
Primeiro foram os miúdos, um começou a ficar rouco e com tosse o outro começou com febres a toda a hora até que veio a rouquidão, tosse e excesso de baba [raios partam os dentes], depois fui eu.
Dói-me o corpo, estou apática, afónica, se tentar falar a voz sai esganiçada e não se percebe um cu do que digo, esforço só se for para mandar alguém à merda e no estado em que eu estou é preciso puxar muito por mim. Portanto, estou aqui para as curvas como podem ver.
O problema é que tenho dois filhos dependentes, ainda que o mais velho já saiba ir aos armários e ao frigorífico, mas também só sabe enfardar bolachas e iogurtes, portanto, considero-o dependente à mesma. Depois há o pai que é um filho que me obrigaram a adotar, que uma qualquer mulher doida me delegou para o criar e, às vezes, consegue dar o dobro das dores de cabeça [e desilusões] do que os dois outros filhos pequenos que eu tenho.
Nunca ninguém me disse que depois de ser mãe eu ficaria proibida de estar doente, ficar de cama e muito menos reclamar disso.

- Ai estou que nem posso, dói-me o corpo todo, preciso de me deitar.
- Está bem, mas antes disso apanha ali a roupa do estendal e vai buscar o pijama dos miúdos para lhes dar banho.
- Não podes ir lá tu? Nem por um dia consegues fazer as coisas sozinho?
- Eu também estou cansado! 
- Sim, e eu estou doente. Queres trocar? É que isto não é coisa que vá passar numa noite [otário do carailho!]

Desisto. Enfio-me na cama, ele reclama e pragueja o tempo todo até meter os miúdos na cama e, finalmente, a casa mergulhar no silêncio.
E é aqui, nestes momentos em que estou mergulhada no entorpecimento das dores e do mal estar que penso que nunca ninguém me avisou que depois de ser mãe nunca mais poderia ficar de cama, no silencio, sem ter que me preocupar ou chatear com coisa alguma, sem ter que me obrigar a arrastar-me para ir apanhar roupas do estendal, fazer comida, pôr a loiça na máquina, pôr mais roupa a lavar, dar banhos e vestir pijamas. Até poderia pensar que casei com a pessoa errada, mas isso foi uma conclusão rápida, só demoraram 3 meses depois de ter dito "sim" para perceber isso, mas a verdade é muito pior do que isto porque eu vejo outras mães até mesmo solteiras a reclamarem do mesmo, ou seja, nós nunca mais podemos dar-nos ao luxo de ficar doentes. Sim luxo! Ou pensam o quê?
Uma mãe que se preze não pode ter dores de nada, não se pode queixar porque pior que isso é ver um filho com febre ou com dores de alguma coisa, isso sim é que é doloroso, agora a mãe ter dores? Um ben u ron [muitos] no bucho e passa.
Um mãe que se preze não pode reclamar, ficar apática, é um mau exemplo para as crianças que, coitadinhas, ainda ficam traumatizadas porque pensam que estão a ser ignoradas.
Uma mãe decente não pode ficar de cama, isso é que era bom! Ficar deitadinha, toda refastelada [e a gemer] enquanto deixa tudo por fazer, inclusive o jantar, os putos não podem comer pizza ou sopas já pré feitas, tem que ser tudo feitinho em casa e saudável!
Uma mãe extremosa não pode gritar quando a paciência lhe falta, acima de tudo está a parentalidade positiva, tem que dar beijinhos e abracinhos para acalmar as criancinhas mesmo que ao fim do dia não exista ninguém para a abraçar quando ela mais precisa.
Uma boa mãe engole o que lhe dói, obriga-se a arrastar-se nem que seja com 40º de febre e antes de reclamar e dizer que está doente tem que cumprir todas as obrigações para com os filhos. Afinal uma mãe aguenta tudo, é capaz de suportar nos ombros este mundo e o outro certo?
O caralho é que é!






domingo, 25 de setembro de 2016

Review || Batons líquidos matte da Primark

Olá meus amoooores!
Que saudades de vos trazer uma review!
Hoje ela é muito especial, e por ser especial fi-la em vídeo. Estou-vos a falar de um ítem que todas nós nunca dispensamos numa maquilhagem, seja ela simples ou elaborada, que é o batoooom.
Quem aí não gosta de um bom batom? E quem não resiste comprar mais um, mesmo já tendo tantos, ponha a mão no ar? Eu!
Pois é, hoje a review é sobre uns batons novos que a Primark lançou recentemente e que deixou a mulherada maluca com eles.



Eles são matte, são muito pigmentados, são lindos, práticos, confortáveis, e além disto tudo, baratos, cada um custa 2,5€. 
Querem saber mais sobre eles e como ficam nos lábios? Então 'bora daí assistir ao vídeo!

 


Espero que gostem e que me digam se já conheciam, se ficaram curiosas, se vão experimentar, quero saber tudinho!

Beijinho e um bom domingo para todos 


quinta-feira, 22 de setembro de 2016

|| Mudanças que vêm com o Outono

                          

Hoje começa o outono. Confesso que sempre adorei esta estação, os dias mais curtos, o frio a chegar, a chávena de chá quentinho, os dias passados em família no aconchego de casa...
Mas este ano, por incrível que pareça, não queria que o verão fosse embora. É verdade que os dias ainda estão quentes, que ainda dá para ir à praia, sair e passear com os miúdos, comer um gelado numa qualquer esplanada. Mas já noto diferenças na luz do dia, o cheiro que paira no ar a avisar que o outono chegou, que está na altura das folhas caírem, das andorinhas partirem para outras terras mais quentes, dos frutos de época amadurecerem.
Acredito que esta persistência, ano após ano, das estações do ano são formas da natureza também nos dar a oportunidade de nos ajustarmos, de transmutar-mos sentidos, perspetivas, problemas, dúvidas, cada estação do ano traz-nos tudo aquilo que precisamos para viver, resta-nos decidir se queremos viver bem ou em círculos viciosos.
Portanto, todos os anos, a natureza dá-nos a oportunidade de decidir o que queremos fazer com a nossa vida, com o nosso sentir.
Quando começou o verão eu fui operada ao ouvido, tirei um tumor que me podia ter tirado a vida, silenciosamente. As pessoas já andavam nas praias, outras foram de férias e eu estava em casa a recuperar da cirurgia, a deprimir porque eu sentia o meu corpo, a minha alma, a impulsionar-me para ir viver e aproveitar cada segundo do verão, coisa que nunca me tinha acontecido na vida.  Mas não... Tive de adiar esse viver para mais tarde. No final de julho fui acampar e foi aí o início do meu amor com o verão. Agosto foi um mês focado no batizado do meu filho mais novo, mas nem isso me impediu de sair, de aproveitar o sol, de ir à praia, à piscina, de sentir cada raio de sol no meu rosto e agradecer a Deus, à vida, por me dar a oportunidade de sentir tudo aquilo. E foi tão bom, mas tão bom, que ainda queria ficar mais um bocadinho nos braços do verão.
Mas a vida não pára, a natureza também não. E por isso aqui estou, instalada no mês de setembro, cheia de novidades, de recomeços, de novidades.
O mês de setembro começou com a creche do Mateus, o ter de passar pela dor da separação, o ter de aprender a viver com ela e ensinar ao meu filho a fazer o mesmo. A primeira semana foi de muita choradeira, dele e minha. Doeu-me, e acho que só uma mãe que tem a oportunidade de ficar tanto tempo em casa com um filho, como eu fiquei, é que irá perceber a dor que senti ao ter de deixar o meu pequeno grande amor nas mãos de alguém que ele não conhece, com uma rotina completamente diferente dos nossos dias.
Vamos na segunda semana de creche e já me dói menos, ele ainda choraminga quando o dou para o colo da educadora, eu ainda fico à entrada sem que ele me veja e só vou embora quando ele se acalma e sinto-me segura, sinto que está tudo bem.
Depois começou também esta semana a escola do Gabriel, uma escola nova, um método de ensino completamente diferente daquele a que ele estava habituado [infelizmente ainda há uma grande discrepância entre escolas privadas e públicas], amigos novos [que ainda não conseguiu fazer e eu já começo a ficar preocupada]. No inicio da semana andava todo feliz e contente, entusiasmado, hoje já estamos quase no fim de semana e ele já saiu de casa tristonho, a dizer que a escola afinal é uma seca e o suspiro dele doeu-me porque sinto que está a ser muito difícil para ele adaptar-se aos novos colegas, que tem medo de se aproximar deles, afinal ele entrou numa turma já feita desde o primeiro ano e que é muito coesa, ele é o único novo aluno.
Estou preocupada, aflita diria. Eu sei o que é ter medo de me aproximar de pessoas da minha idade, desde que tinha a idade dele eu só queria conversar com os adultos, não achava piada aos colegas da minha idade. Ainda hoje me é tão difícil abrir-me e deixar que as pessoas entrem na minha vida, que gostem de mim, e já sou adulta.
Quem sai aos seus não degenera... Mas neste caso, antes degenerasse.
Depois a somar a tudo isto do ser mãe de miúdos que estão a passar por mudanças, eu própria ando a viver as minhas, o regresso à faculdade, à rotina, ao stress. Perdi 1 semana de aulas pela incompetência da faculdade, pedi reingresso no mês de julho, as inscrições passaram e só depois de ter telefonado, batido o pé e ontem, no auge do meu limite de tolerância, ter ameaçado por email a entidade responsável pela solução do problema que iria apresentar queixa por escrito e iria dirigir-me ao reitor é que me respondem, já à noite que houve problemas de logística mas que já me poderia inscrever nas cadeiras até amanhã.
Depois de uma semana a bater mal, a sentir de novo os malditos ataques de pânico que eu já não tinha há meses, depois de gritar e ameaçar, de me terem levado ao limite, é que resolveram o problema num abrir e fechar de olhos.
Ser dura, ter que ser forte 24h por dia, cansa, muito.
Mas aqui estou eu, em pé, pronta para aceitar as mudanças que vieram com o outono e focar-me naquilo que realmente importa: em mim e nos meus filhos.
E o blog? E o canal do YouTube? Também estão de volta, de uma forma mais assídua estarei por cá com posts sobre tudo um pouco, e um vídeo por semana [ao sábado].
Tenho saudades de vos ler, de saber as vossas novidades, acredito que tenha andado a perder muita coisa, mas foi necessário parar, foi necessário viver e sentir, permitir-me viver o que nunca tinha dado importância.
Afinal, deparar-me com o risco da morte faz-nos virar a vida de cabeça para baixo, sacudir o pó das merdas que não interessam [nunca interessaram!] e olhar, sentir, cheirar, saborear a vida como deve ser, viver a vida como o verão, com muita luz, muita calma, muita alegria, muita vontade.
Hoje dou as boas vindas ao outono, ainda que com um pé no verão.

Beijinho meus amores, voltei.

sábado, 10 de setembro de 2016

Review || Agenda com vista diária da Mr Wonderfull

Olá meus amooores!
Hoje venho anunciar uma review em direto, sim, leram bem, hoje vou fazer uma review em vídeo mas em direto na página do facebook do blog.
É uma review especial porque o produto também é especial, falo-vos da agenda com vista diária da Mr Wonderfull. A mais conhecida é a com vista semanal, mas para mim convém ser de vista diária visto que vou ter um ano em cheio, assim o espero!
Portanto, quem quiser e estiver interessada em ver como é a agenda, onde e como a comprei, é só estarem atentas à pagina do facebook aqui e às 14h lá estarei para vos mostrar e contar tudo.
Entretanto, para vos aguçar a curiosidade, deixo-vos as fotos que tirei assim que a recebi.








Espero por vocês!
Beijinho